UFG: Polônia/Brasil - Curso e Conferência com a Professora-visitante Justyna Wiśniewska da Universidade Marie Curie - Skłodowska, Lublin, Polónia

Faculdade de Letras da UFG

Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística

Rede de Estudos da Língua Portuguesa ao redor do mundo

Grupo de Estudos Funcionalistas

PROMOVEM Curso e Conferência com a Professora-visitante Justyna Wiśniewska da Universidade Marie Curie - Skłodowska, Lublin, Polónia.

 

CURSO

TEMA GERAL DO CURSO:  O aspecto verbal - uma visão interlinguística

 

Data:  24 e 26 de novembro de 2014

Horário: 8h às 12h

Local: sala 33 - Faculdade de Letras - UFG

Carga-horária: 12 horas (8 horas presenciais e 4 extraclasse).

 

Objetivo: analisar e comparar os recursos linguísticos utilizados na expressão da categora verbal Aspecto em português e em polaco.

1.      Breve introdução sobre as línguas eslavas e românicas (algumas caraterísticas)

2.      Tempo e aspecto

Tripartição de tempos gramaticais herdada da tradição gramatical helénica

- Valores de referência temporal

- Tempo: deítico

- Aspecto: ‘tempo interno’ / estrutura temporal interna de uma situação

3.      Aspecto

a) distinção (não consensual);

- Aspecto  gramatical – ASPECTO

- Aspecto lexical – AKTIONSART

b) Distinção com base numa tipologia de intervalos: o valor aspectual exprime a forma como, a partir de uma coordenada temporal localizadora, o acontecimento linguístico (T2) é perspetivado: a oposição aspectual perfetivo vs imperfetivo.

4. Apresentação das estratégias utilizadas na expressão do Aspecto em português

- processos lexicais (classe aspectual: estados, processos, eventos; formação de palavras)

- processos gramaticais (formas verbais; perífrases verbais, adverbiais)

5. Os valores aspectuais: a iteratividade – análise dos recursos gramaticais

6.  Apresentação dos recursos utilizados na expressão do Aspecto em polaco

7.  Algumas observações de caráter contrastivo: polaco- português

 

 Referências bibliográficas:

Campos, Maria Henriqueta Costa (1997) Tempo, aspecto, modalidade. Porto: Porto Editora.

Comrie, Bernard (1986) Aspect. Cambridge: Cambridge University Press.

Costa, Ana e João Costa (2001) O que é um advérbio? Lisboa: Edições Colibri e APP.

Cunha, Luís Filipe (1998) Os operadores aspectuais do português: contribuição para uma nova abordagem, Cadernos de Linguística, 1: 1-38.

Cunha, Luís Filipe (2006) Frequência vs habitualidade: distinções e convergências, Actas del XXXV Simposio Internacional de la Sociedad Española de Linguística, León, Universidad de León, publicação electrónica http://www3.unileon.es/dp/dfh/SEL/actas.htm

Ilari, Rodolfo (1992) Sobre os advérbios aspectuais. In: Rodolfo Ilari (org.) Gramática do Português Falado, Campinas: EDUNICAMP, v. 2: 151-190.

Oliveira, F., (1994): “Algumas peculiaridades do aspecto em português”, (in:) Actas do   

            Congresso Internacional sobre o Português, Lisboa, vol. II.

Mateus, Maria Helena Mira et al. (2003) Gramática da Língua Portuguesa, 5ª edição revista e aumentada. Lisboa: Caminho.

 

CONFERÊNCIA

Marcação linguística do valor aspectual de iteratividade em português (algumas observações de caráter contrastivo: polaco-português)

 

Data: 24 de novembro de 2014

Horário: 16h

Local: Miniauditório da Faculdade de Letras da UFG

 

Objetivo: analisar o pretérito perfeito composto e algumas perífrases verbais, observando também a influência que outros elementos do enunciado têm na construção de um valor de iteratividade

1.      Questões relativas à categoria linguística Aspecto

- o aspecto é uma categoria semântica

- o aspecto é uma categoria composicional:  depende do aspecto gramatical, do aspecto lexical e de outros elementos presentes no enunciado

2.      Valor aspectual de iteratividade

- A iteratividade é um dos valores específicos da categoria linguística Aspecto

- É uma das variantes do valor aspectual durativo

- A situação que se repete pode ter várias interpretações (repetição simples, repetição determinada e indeterminada, repetição frequencial e habitual)

3.      Iteratividade e pretérito perfeito composto

4.      Iteratividade e algumas perífrases verbais (andar a inf., voltar a inf., costumar inf., começar a inf., continuar a inf., estar a inf.)

5.      Iteratividade e adverbiais de localização aspectual

6.      Recursos polacos para expressar o valor aspectual de iteratividade

____________________________________________________________________________________________

CURRÍCULO

Justyna Wiśniewska

Universidade Marie Curie-Skłodowska, Lublin, Polónia

Justyna Wiśniewska – tem mestrado em Estudos Ibéricos, Especialização Portuguesa (2003) sob a orientação da Prof.ª Dr.ª Barbara Hlibowicka-Węglarz. Ainda sob a mesma orientação, doutorou-se pela Universidade Marie Curie-Skłodowska em Linguística Portuguesa (2011). Desde 2003, leciona na Universidade Marie-Curie Skłodowska, as disciplinas de Licenciatura de Gramática do Português, assim como a Introdução à Linguística Geral, Gramática Contrastiva (língua portuguesa e línguas eslavas), Língua Portuguesa (I,II,III), Linguística Aplicada e Seminário de Licenciatura, entre outras. Atualmente, é Professora Adjunta e atua como professora-visitante na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (Vila Real), assim como na Escola Superior de Educação (Lisboa).

Áreas de pesquisa: Linguística Geral e Portuguesa, Linguística Eslava, Linguística contrastiva (português – polaco) com os elementos semânticos, sintáticos e pragmáticos.  Desenvolve investigação sobre a iteratividade no português europeu, tendo sido bolseira do Instituto Camões em Lisboa. Tem publicado artigos relativos às questões da categoria verbal Aspecto, é coautora do Dicionário temático português-polaco.

Proferiu comunicações e conferências propostas para congressos nacionais e internacionais em diversas universidades (p.ex. na Universidade de Varsóvia, na Universidade de Cracóvia, na Universidade de Budapeste, na Universidade de Évora, na Universidade de Brno, na Universidade Nova de Lisboa, na Universidade de Lisboa, na Universidade de Salamanca).

Para além disso, desde 2012, é vice-diretora do Centro de Língua Portuguesa/Camões (CLP/ Camões) na Universidade Marie Curie-Skłodowska em Lublin; desde 2010, no CLP/ Camões, é coordenadora dos exames oficiais de Português Língua Estrangeira organizados pelo CAPLE; desde 2011 é coordenadora departamental de programas de intercâmbio a nível internacional; desde 2005 integra a comissão de Observadores do CELPE-BRAS, treinada pelo MEC, no Posto Aplicador – UMCS.

Publicações:

WIŚNIEWSKA  Justyna, (2004): „Algumas perífrases verbais aspectuais em português”, [w:] Lubelskie Materiały Neofilologiczne, nr 28, Lublin UMCS, ss.73-85.

WIŚNIEWSKA  Justyna, (2006): „A expressão da iteração pelas perífrases verbais”, [w:] Lubelskie Materiały Neofilologiczne, nr 29/30, Lublin UMCS, ss. 157-171.

WIŚNIEWSKA  Justyna, (2007): „Algumas considerações sobre as perífrases verbais”, [w:] Zeszyty Naukowe Wyższej Szkoły Przyrodniczej w Lublinie, Lublin, ss. 345-356.

WIŚNIEWSKA Justyna, (2008): „O valor aspectual iterativo das perífrases verbais  (estudo de carácter contrastivo: português-polaco)”, [w:]  Akta konferencji Diálogos com a lusofonia (teks dostępny w wersji elektronicznej): http://iberystykauw.home.pl/content/view/392/1/lang,pl/

WIŚNIEWSKA Justyna, (2010): „Os valores aspectuais da perífrase verbal andar+a+ infinitivo (estudo de carácter contrastivo: português-polaco)”, [w:] Zeszyty Naukowe Wyższej Szkoły Społeczno Przyrodniczej, tom 8, Lublin, ss. 47-58.

WIŚNIEWSKA Justyna, (2010): „Os equivalentes polacos da perífrase verbal estar+a+infinitivo”, [w:] Studia iberystyczne, nr 9, Kraków, ss. 101-112.

HLIBOWICKA-WĘGLARZ Barbara, JABŁONKA Edyta, JAWOR Mirosław, MATOS Lino, WIŚNIEWSKA Justyna, pod redakcją HLIBOWICKIEJ-WĘGLARZ Barbary, (2008): Tematyczny słownik polsko-portugalski, Wyd. Uniwersytet Marii Curie-Skłodowskiej, Lublin, p. 308.

HLIBOWICKA-WĘGLARZ Barbara, JABŁONKA Edyta, JAWOR Mirosław, MATOS Lino, WIŚNIEWSKA Justyna, pod redakcją HLIBOWICKIEJ-WĘGLARZ Barbary, (2010): Tematyczny słownik polsko-portugalski, Wyd. Uniwersytet Marii Curie-Skłodowskiej, Lublin, p. 292. (wydanie drugie poprawione i uzupełnione).

WIŚNIEWSKA Justyna, (2012): A expressão do valor aspetual iterativo no português europeu – o caso do pretérito, Publikacja w materiałach z konferencji Terceiras Jornadas de Língua Portuguesa e Culturas Lusófonas da Europa Central e de Leste, Universidade  Eötvös Loránd de Budapeste, stron 13.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!